Juiz de Fora, 25 de Maio de 2018
topo
 
 

Edição atual | n° 177 - 29/03/2018

Nesta edição «

Cadastre-se

Receba informações exclusivas da Pauta, preencha os dados abaixo:



publicidade

Observatório

Afastado há muito de prazeres triviais, ontem fui à feira do São Pedro e tive o prazer de ver como ela cresceu em 25 anos.

continuar lendo

 

Pauta III

Conupes


Essa noticia foi publicada da revista edição n°174

Redação
 

    

Juiz de Fora recebe um dos 50 psicólogos mais influentes da atualidade


I Congresso Internacional de Saúde e Espiritualidade reúne maiores especialistas da área

Juiz de Fora se prepara para receber um dos 50 psicólogos vivos mais influentes do mundo! O americano Kenneth Pargament, que já confirmou sua participação no I Congresso Internacional de Saúde e Espiritualidade, que acontece dias 16 e 17 de março, no Ritz Hotel, integra o ranking mundial recentemente estabelecido pela organização The Best School.
Com mais de 250 artigos publicados sobre espiritualidade e saúde mental, Kenneth Pargament é uma das maiores autoridades mundiais no assunto. Ele é PhD e professor de Psicologia na Bowling Green State Univesity, do estado americano de Ohio. Além de ser autor dos livros The Psychology of Religion and Coping: Theory, Research and Practice e Spirituality Integrated Psychoterapy: Understanding and Addressing the Sacred, considerados referências para médicos, psicólogos e terapeutas. E mais: editor-chefe dos dois volumes do APA Handbook of Psychology, Religion and Spirituality.
A presença de seu nome na lista “The Best” é realmente fruto de meritocracia. A carreira de Kenneth Pargament tem sido assinalada por importantes prêmios: recebeu, em 2009, Oskar Pfitzer Award da American Psychiatric Association e, em 2012, o National Samaritan Center Award. No ano de 2013, o título honorário de Doutor em Letras da Pepperdine University.
A participação do psicólogo americano é apenas um indício do quanto a organização do I Congresso Internacional de Saúde e Espiritualidade se esforçou para reunir os maiores pesquisadores da área em dois dias de evento na Zona da Mata mineira.
Pargament fará duas conferências com os temas “Coping religioso e espiritual na prática clínica” e “Lidando com conflitos religiosos”, além de ministrar o minicurso “Psicoterapia Integrada Religiosidade/Espiritualidade”, enquanto profissionais e pesquisadores de renome nacional e internacional vão enriquecer o Congresso com os dados de seus levantamentos científicos e a apresentação de cases embasados em evidências.
Tudo isso porque o objetivo do I Congresso Internacional de Saúde e Espiritualidade, que está sendo promovido pelo NUPES (Núcleo de Pesquisa em Espiritualidade e Saúde da UFJF), simplesmente batizado de Conupes 2018, passa por promover um ambiente propício à troca de experiências e conhecimento, com o intuito de impactar a prática clínica de médicos, enfermeiros, psicólogos, terapeutas e demais profissionais de saúde.

A participação do psicólogo americano é apenas um indício do quanto a organização do I Congresso Internacional de Saúde e Espiritualidade se esforçou para reunir os maiores pesquisadores da área em dois dias de evento na Zona da Mata mineira.

Brasil é destaque no cenário internacional da pesquisa em religiosidade/espiritualidade



13º lugar
no ranking internacional de publicações em todas as áreas da ciência na Scopus, maior base de dados de citações e resumo de literatura.

Na área de R/E, o país ocupa 5º lugar nos últimos cinco anos, atrás apenas dos EUA, Reino Unido, Canadá e Austrália, conforme levantamento realizado em outubro de 2015.

Desafios da abordagem da Espiritualidade na Prática Clínica



As relações conflituosas entre religião/espiritualidade (R/E) e ciência têm sido uma área de crescente interesse acadêmico e do público em geral. Na contramão da afirmação de que o tema é incompatível com a razão, surgem evidências científicas que demonstram a influência dessa dimensão na saúde física e mental dos indivíduos.
De acordo com o Dr. Alexander Moreira-Almeida, professor Associado de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da UFJF, fundador e diretor do NUPES (Núcleo de Pesquisa em Espiritualidade e Saúde da UFJF) e coordenador das seções em espiritualidade e psiquiatria da Associação Mundial de Psiquiatria e da Associação Brasileira de Psiquiatria, os estudos apontam para menores prevalências de depressão, tentativas de suicídio, uso e abuso de substâncias tóxicas, delinquência, estresse, ansiedade, dentre outros. “Da mesma forma, pesquisas indicam maiores taxas de remissão em doenças psiquiátricas para pessoas com maiores crenças religiosas e espirituais e um grande número de estudos sustenta a evidência de que a R/E teria efeitos benéficos em medidas de bem-estar, como autoestima, esperança, felicidade e otimismo”, acrescenta o pesquisador, à frente também da organização do Conupes 2018.
Entre diversas outras constatações, destacam-se os estudos na área de saúde física. “Neste caso, as principais evidências estão relacionadas a menor mortalidade em pessoas com maiores níveis de religiosidade/espiritualidade”, destaca Alexander.

Profissionais e pesquisadores de renome
nacional e internacional enriquecem Congresso



Alessandra Lucchetti
Graduação em Psicologia pela UFRGS, mestrado em Psicologia e doutorado com ênfase em Neuroimagem Funcional pela RWTH Aachen University (Alemanha).

Alessandra Mainieri
Mestre e doutora em Psicologia com ênfase em Neuroimagem Funcional pela RWTH Aachen University (Alemanha).

Carlos Paiva
Oncologista Clínico e Docente da Pós-Graduação Strictu Sensu do Hospital de Câncer de Barretos.

Fabrício Oliveira
Psiquiatra, com especialização em Dependência Química. Formação em Hipnoterapia e Constelações Familiares.

Frederico Leão
Coordenador do Programa de Saúde, Espiritualidade e Religiosidade do Instituto de Psiquiatria da USP.

Giancarlo Lucchetti
Doutorado em Neurologia/Neurociências pela USP/Escola Paulista de Medicina.

Janaína Siqueira
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde Brasileira da UFJF. Diretora pedagógica e professora da Pós-Graduação em Terapia Cognitivo-Comportamental da Faculdade Redentor.

Luciano Vitorino
Doutor em Ciências pela Escola Paulista de Enfermagem – Unifesp/SP. Estágio de doutorado sanduíche na Faculty of Nursing /University of Alberta, Canadá.

Marianna Costa
Doutoranda em Psiquiatria e Ciências do Comportamento pela UFRGS.

Monalisa Claudia
Professora Assistente da Faculdade de Enfermagem da UFJF.


 
 

©2008. Pauta Econômica. Todos os direitos reservados.


A Pauta Econômica é uma publicação independendte, de responsabilidade da Mais Comunicação Ltda.
Periodicidade mensal e distribuição dirigida.

ato.interativoMais Comunicação powerline