HomeEditorialAinda é tempo, Prefeito!

Ainda é tempo, Prefeito!

A ministra Tereza Cristina nem tomou posse e já mostrou que é moderna e sensível. Sua pasta deixará de ser o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e passará a ser o Ministério dos Alimentos e do Desenvolvimento Rural. Assim, o Brasil se alinha à França e Alemanha, por exemplo, que explicitam o compromisso de formular políticas públicas de apoio à produção de alimentos e ao desenvolvimento rural, garantindo segurança alimentar com sustentabilidade, valorizando a produção familiar e criando sinergia entre os brasileiros das áreas urbanas e rurais.

Juiz de Fora fez tudo isso bem antes, ainda em 1993, ao criar uma secretaria para cuidar do alimento. Fomos o primeiro município do Brasil a ter a merenda sob a coordenação da Prefeitura, servindo 107 mil refeições/dia, a criar um amplo programa de diversificação produtiva, novas feiras livres e a criar a agroindústria familiar, o Empório Rural da Rodoviária e os restaurantes populares. O primeiro Fundo de Segurança Alimentar do Brasil surgiu aqui, por iniciativa do então vereador Vanderlei Tomás. Esta é, de longe, a secretaria da prefeitura que mais colecionou prêmios, em 25 anos de existência.

A Zona da Mata não é competitiva na produção de commodities. Mas, em sintonia como o novo consumidor, temos a chance de levar o Setor Rural a fazer riqueza, com produtos artesanais sofisticados, usando competências das universidades daqui, do Instituto Cândido Tostes e da Embrapa. Estamos na era da bioeconomia e dos valores locais. Chegou o grande momento do alimento para ser vetor de riqueza e união da Zona da Mata.

Todavia, enquanto a Ministra mostra que sabe ouvir as urnas e se alinhar à nova realidade, em Juiz de Fora, em vez de propagar a experiência do nosso pioneirismo, estamos prestes a assassinar a secretaria do alimento, aos 25 anos de vida. A Reforma Administrativa proposta irá extinguir no município a Secretaria do Alimento. Não há justificativa para tal. Reduziremos a chance de captar recursos extra orçamentários. Aniquilaremos a chance de reunir os municípios vizinhos em torno de Juiz de Fora. Nenhuma redução de gastos será feita. Nenhum buraco nas nossas ruas será tapado com a sua extinção. Mas, deixaremos um rombo na esperança das famílias da Zona da Mata.

O Prefeito Almas é sensível, inteligente e bem-intencionado. Mas, está sendo assessorado por profissionais que nada entendem do alimento e o estão induzindo a levar Juiz de Fora a retroceder no tempo. Gente inteligente e sensível muda de opinião. Volte atrás, Dr. Almas. Avançar é retroceder. Ainda é tempo de continuar moderno, Prefeito!

Comente este Post!
Scroll Up