Juiz de Fora, 13 de Dezembro de 2017
topo
 
 

Edição atual | n° 172 - 26/11/2017

Nesta edição «

Cadastre-se

Receba informações exclusivas da Pauta, preencha os dados abaixo:



publicidade

Observatório

Em 2015 realizamos em Juiz de Fora um encontro inédito no Brasil. Juntamente com a Organização das Cooperativas Brasileiras – OCB e a Federação Pan Americana de Leite – FEPALE, reunimos 200 jovens

continuar lendo

 

Blog/Conexão

JF cria 974 empregos formais

03/08/2011
 

Números do Caged apontam o melhor desempenho do mês nos últimos três anos
(Via Tribuna de Minas)

Juiz de Fora teve o melhor abril dos últimos três anos em termos de empregabilidade, com a criação de 974 empregos com carteira assinada. O número é 239% maior do que o apurado em abril de 2010 (287). No ano, o número de postos no mercado formal chega a 361, queda de 71% ante o apurado no primeiro quadrimestre de 2010 (1.277). Abril, por enquanto, é o melhor mês de 2011 e acentuou a curva ascendente iniciada em março, depois de dois meses de saldo negativo.

Os dados são do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), divulgado ontem pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), e apontam que, entre os oito setores econômicos avaliados, os serviços ficaram com a liderança absoluta, com 755 vagas criadas no mês passado. O comércio está em segundo lugar, com 177 empregos com carteira assinada, seguido pela indústria da transformação: 95.

Para o presidente do Sindicato do Comércio (Sindicomércio), Emerson Beloti, o resultado é positivo. Na sua opinião, apesar da criação dos empregos formais, ainda há carência de mão de obra em Juiz de Fora. "O resultado de abril mostra que o comércio está contratando e precisa admitir mais." Uma constatação é que o varejo tem perdido profissionais para o setor de serviços. Beloti avalia, ainda, que o estoque anual inferior ao de 2010 reflete a retração na demanda verificada neste início de ano. Pelas contas de Beloti, a queda nas vendas varia de 2% a 6% no primeiro quadrimestre, refletindo uma tendência nacional.

Segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Vandir Domingos da Silva, o estoque de empregos em abril posiciona a cidade em terceiro lugar no ranking estadual, atrás de Belo Horizonte e Uberlândia. Em abril de 2010, o município ocupava a 27º posição.
Apesar de o saldo da indústria ter sido menor do que o de serviços e comércio em abril, o setor acumula variação de emprego de 1,66% no ano, maior do que as médias municipal (0,29%), de serviços (1,03%) e comércio (-2,15%). Considerando o primeiro quadrimestre, a indústria ocupa a segunda posição no ranking (346), só perdendo para os serviços (620).

Para o coordenador do Centro Industrial, o economista Antônio Flávio Luca do Nascimento, o início das contratações pelas empresas que estão chegando à Juiz de Fora já impacta o Caged. A tendência, avalia, é que com a concretização dos demais projetos, o setor ganhe destaque no balanço do MTE.
No país

No país, o número de empregos com carteira assinada chegou a 272.225. Apesar da alta ante março (92,6 mil), não é recorde para o mês. Em abril de 2010, o saldo foi maior e chegou a 349 mil. No acumulado dos primeiros quatro meses do ano, o estoque é de 880.717 novos postos formais. A meta ministro do Trabalho, Carlos Lupi, é atingir a marca de três milhões em 2011. O ministro destacou o potencial do setor de serviços, considerado hoje o principal empregador do país, e avaliou que não só as contratações como também os desligamentos estão em alta. "O mercado está aquecido. A rotatividade é muito alta", disse, conforme a Agência Estado (AE). Em abril, foram contratadas 1.774.378 pessoas e desligadas 1.502.153 no país. Em Juiz de Fora, foram 5.841 admissões contra 4.867 demissões no mês.
 
Nenhum comentário. Seja o primeiro!

Preencha os campos abaixo e deixe seu comentário


(obrigatório)
(obrigatório) (não será divulgado)
 
 

©2008. Pauta Econômica. Todos os direitos reservados.


A Pauta Econômica é uma publicação independendte, de responsabilidade da Mais Comunicação Ltda.
Periodicidade mensal e distribuição dirigida.

ato.interativoMais Comunicação powerline