Juiz de Fora, 20 de Janeiro de 2018
topo
 
 

Edição atual | n° 173 - 17/12/2017

Nesta edição «

Cadastre-se

Receba informações exclusivas da Pauta, preencha os dados abaixo:



publicidade

Observatório

A Deloitte fez uma pesquisa entre 1.900 executivos de grandes empresas de 30 países sobre o que esperam em 2018. Os empresários das três Américas são os mais otimistas e os da Ásia os mais pessimistas.

continuar lendo

 

Pauta I

SEG Rastreadores


Essa noticia foi publicada da revista edição n°173

Redação
 

Empresa de Juiz de Fora vende mais de dois mil equipamentos por semana

Saber a localização exata de veículos, de pessoas e até mesmo de animais, não é mais função para detetive. Em Juiz de Fora, a SEG Rastreadores entrou no mercado há três anos e possui distribuidores no Uruguai, Paraguai, Argentina e Chile. No Brasil, já são 12 parceiros, tanto de gestão de veículos, como na venda de produtos, e a empresa busca ampliar esse número. A estimativa é de que ele dobre até o final de 2018. Com plataforma própria, os equipamentos de monitoração são desenvolvidos pela SEG, fabricados por um parceiro na China e estão entre os melhores do mundo.
Os sócios Christian Pereira de Souza e André Nascimento Corrêa de Mello comemoram a venda dos cerca de dois mil rastreadores por semana. “O grande diferencial é que possuímos nossa própria tecnologia e não temos uma plataforma engessada. Então conseguimos nos adaptar e criar o que o cliente necessita”, conta Christian. “Outra grande vantagem da SEG é que as rotas são monitoradas de 30 em 30 segundos, enquanto na maioria das outras empresas, esse intervalo é de um minuto e meio”, completa.
Ele ressalta que diversos setores têm buscado os serviços, mas os maiores clientes são os planos de saúde. “As operadoras oferecem esse tipo de rastreamento para pessoas com problemas muito graves. Quando há uma emergência, a central de ambulância é acionada, assim como a central médica. É possível escutar e ver o que está acontecendo com o paciente. Isso garante um atendimento correto e muito mais rápido”, conclui.

Aplicativo para táxis traz benefícios para usuários


A SEG Rastreadores criou um aplicativo que pretende revolucionar o serviço de táxi em Juiz de Fora. Ele vai garantir crédito para os passageiros e benefícios, como descontos em planos de saúde e faculdades para os permissionários, os auxiliares e suas famílias. Além disso, parcerias com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes da Zona da Mata (Abrasel-ZM) e Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Juiz de Fora, vão ajudar a promover os eventos da cidade, como o JF Sabor, e as datas de maior movimentação do comércio. A intenção é atrair mais turistas, com a certeza de um serviço de táxi de qualidade.
A SEG também desenvolveu o software de integração com a biometria para os táxis, que já é obrigatória no município. “Ele vai garantir segurança ao usuário e coibir, por exemplo, aquela famosa voltinha a mais que, principalmente quem vem de fora reclama, porque tudo é filmado e armazenado pela Settra. Decidimos, então, criar um aplicativo e doar para a classe. Parceiros como o Mais App e o Robin Food têm uma demanda de 40 mil entregas por dia e vão destinar 10 mil para os taxistas em períodos que estiverem livres”, revela Christian.
O aplicativo será lançado em fevereiro e ainda não possui nome. A escolha será feita através de enquete realizada no site da SEG. As três melhores ideias levarão prêmios de R$ 600,00, o primeiro lugar; R$ 250,00, o segundo e R$ 150,00 o terceiro mais votado. O site da SEG é https://www.segrastreadores.com.

 
 

©2008. Pauta Econômica. Todos os direitos reservados.


A Pauta Econômica é uma publicação independendte, de responsabilidade da Mais Comunicação Ltda.
Periodicidade mensal e distribuição dirigida.

ato.interativoMais Comunicação powerline