HomeOpiniãoSerotonina X Cortisol – Nutrir-se para ser feliz

Serotonina X Cortisol – Nutrir-se para ser feliz

Muitas pessoas  exageram na preocupação com a alimentação: 

Ph da água…sem lactose… Sem glúten.. Sem açucar…etc, mas esquece de se preocupar com as emoções sem controle.

“O Dr. Juan Hitzig estudou as características de alguns longevos saudáveis e concluiu que além das características biológicas, o denominador comum entre todos eles está nas suas CONDUTAS E ATITUDES.

Cada pensamento gera uma emoção e cada emoção mobiliza um circuito hormonal que terá impacto nos trilhões de células que formam um organismo,explica:

“As condutas “S”: serenidade, silêncio, sabedoria, sabor, sexo, sono, sorriso, promovem secreção de SEROTONINA.

Enquanto as condutas “R”: ressentimento, raiva, rancor, repressão, resistências, facilitam a secreção de CORTISOL, um hormônio “CORROSIVO” para as células, que acelera o envelhecimento.

As Condutas “S” geram atitudes “A” – ânimo, amor, apreço, amizade, aproximação.

As Condutas “R” pelo contrário geram atitudes “D” – depressão, desanimo, desespero, desolação.

Aprendendo esse alfabeto emocional lograremos viver mais tempo e melhor, porque o “sangue ruim” (muito cortisol e pouca serotonina) deteriora a saúde, oportuniza as doenças e acelera o envelhecimento. O bom humor, pelo contrário, é a chave para a longevidade saudável.”

E você pode me perguntar: _ O que tem haver as emoções com a nutrição?

Será que tem relação?

Hoje a ciência nos afirma que 80% da serotonina (neuro transmissor da felicidade) é produzida nos nossos intestinos, portanto, um cardápio saudável, balanceado, rico em fibras e probióticos, permite uma flora intestinal equilibrada, aumentando assim a produção de serotonina. Quando nossos intestinos não funcionam bem, o cortisol ganha a luta.

TENHA UMA EXCELENTE DIA !!!!

PLENO DE SEROTONINA !!!

Magna Menezes

Homeopata

Acupunturista

Seja o primeiro a comentar

comente

Scroll Up