HomeOpiniãoTecnologia Inteligente

Tecnologia Inteligente

Você já imaginou saber como funciona seu cérebro, ter detalhes sobre suas habilidades, rendimento de suas capacidades e como suas emoções estão afetando suas escolhas, relacionamentos e sua vida profissional? Já pensou se as empresas conseguissem contratar as pessoas de acordo com as inteligências que elas têm?  Parece algo futurístico, mas é real!

A Neurociência está unindo várias áreas de pesquisas para formar estudos ultra avançados que permitem identificar como funciona sua mente para ajudar a potencializar suas inteligências e encontrar o trabalho perfeito para você, isso é Tecnologia Inteligente: a união da neurociência com a inteligência artificial.

Atualmente universidades renomadas estão desenvolvendo megaprojetos usando Neurociência e Inteligência Artificial para revolucionar o setor de ensino e empresarial. A Universidade de Harvard com o estudo Mapa de Atividade Cerebral – Brain Activity Map (BAM) e a Escola Politécnica Federal de Lausanne, na Suíça, com a pesquisa Projeto Cérebro Humano – Human Brain Project (HBP) têm o objetivo desenvolver Tecnologias Inteligentes para mudar o futuro da humanidade. Mas como estes estudos podem afetar sua vida, as redes de ensino e as empresas?

O objetivo destas pesquisas com tecnologias inteligentes é fornecer para as pessoas conhecimento sobre seus talentos, personalidade e comportamento, além de potencializar suas inteligências e lhe preparar para o mercado de trabalho. Outra meta destes avanços é fazer com que as empresas consigam encontrar a pessoa correta para atender às necessidades da organização e aumentar a produtividade.

Desta forma, as empresas que buscam as Tecnologias Inteligentes diminuem os gastos, principalmente porque evitam equívocos na contratação, consequentemente, aumentam o rendimento, otimizam o tempo e formam equipes qualificadas em suas funções e eficientes no seu trabalho.

A mudança no mundo empresarial atinge um elevado grau de inovação e agilidade, a proposta para o sucesso sustentado nas organizações está intimamente ligada a um redesenho na gestão de recursos humanos, transformando o atual tratamento em massa para uma gestão individualizada e diferenciada aos colaboradores, com o propósito de atender às novas exigências na retenção dos talentos humanos e da continuidade das empresas de resultados.

Em países com grande relevância tecnológica, como na Alemanha, projetos que identificam a Inteligência de cada pessoa já estão sendo usados para revelar o talento de cada um e tem se mostrado um grande aliado para identificar o funcionário ideal para necessidade de cada empresa.  Além de serem utilizadas em redes de ensino na identificação dos talentos, habilidades e inteligências de cada pessoa, a Tecnologia Inteligente ajuda a conduzir o aluno e universitário para descobrir sua vocação e lhe auxiliar a ter o emprego que valoriza suas capacidades.

Os países que mais investiram em Tecnologia Inteligente foram os que mais cresceram economicamente porque usam startups com inteligência artificial desde a escola passando pela universidade até chegar nas empresas, pois é realizado uma gestão de talentos em que cada pessoa trabalha na área de acordo com suas habilidades e capacidades, o que gera mais lucro para as indústrias e mais realização profissional para as pessoas.

Este uso de tecnologia nas empresas, redes de ensino e sociedade já está sendo chamado de Quarta revolução industrial: “Estamos a bordo de uma revolução tecnológica que transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Em sua escala, alcance e complexidade, a transformação será diferente de qualquer coisa que o ser humano tenha experimentado antes”, diz Klaus Schwab, autor do livro A Quarta Revolução Industrial, publicado este ano.

De acordo com a pesquisa realizada pela Dell e Information and Communications for Development, do Banco Mundial (Bird), as empresas que usam tecnologia para gestão de talentos crescem 53% mais que as outras e reduzem seus gastos em até 42%. O estudo também relata que as companhias que usam tecnologia para encontrar talentos cresceram 9 vezes mais de quem não usa este recurso.

Como as empresas já perceberam que a produtividade está intimamente ligada ao bem estar dos seus colaboradores, o investimento em Tecnologia Inteligente tem sido um aliado para aumentar o rendimento financeiro e a produtividade dos funcionários de acordo com a pesquisa realizada pela Oxford Economics em empresas de diferentes portes em todo o mundo.

Edward Cone, editor-chefe de Thought Leadership, da Oxford Economics ao ver o resultado da pesquisa ressaltou que investir em tecnologias, principalmente de recrutamento e gestão de talentos aumenta o rendimento das empresas e otimiza tempo no setor de Recursos Humanos.

Com um mercado altamente competitivo tecnicamente, a empresa que investir em tecnologia para “garimpar” talentos e souber como usar o potencial do seu colaborador estará lucrando mais e ajudando o seu funcionário a ser mais eficiente, ou seja, produzindo muito mais que a concorrência e aumentando a capacidade de produção.

Para o neurocientista Miguel Nicolelis: “aqueles que despertaram e tiverem o insight de entender um pouco mais de como o cérebro humano funciona provavelmente irão criar negócios muito mais otimizados e muito mais eficientes no que tange explorar no limite a capacidade criativa e produtiva do ser humano”.

Estudos científicos já mostram que as empresas que usam Tecnologia Inteligente para recrutamento e gestão de talentos estão produzindo mais, além de contribuir com uma sociedade altamente qualificada e com uma educação que desenvolve a capacidade de cada pessoa para prepará-la para o mercado de trabalho. 

Portanto, a Tecnologia Inteligente está trazendo avanços em diversas áreas, como na educação e em empresas através de startups que usam a inteligência artificial, principalmente a gestão de talentos, pois conseguem potencializar habilidades, identificar capacidades, aumentar a produtividade dos trabalhadores, melhorar o rendimento de empresas e conduzir uma sociedade para valorizar cada pessoa de acordo de como ela realmente é! Bem-vindo a Era da Inteligência.

Pablo Casso Mattos da Silva – Neurocientista

Pablo Casso é pesquisador, neurocientista e empresário na área de Ciência e Tecnologia com estudos em Neurociência pela Universidade de Harvard com especialização em Mente e Tecnologia pelo Instituto Massachusetts de Tecnologia (MIT) e estudou Neurociência Cognitiva e Modelagem Computacional em Neurociência pela Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL).

Fontes:

LEONARDO, Jefferson Marco Antonio. A guerra do sucesso pelos talentos humanos. Prod. [online]. 2002, vol.12, n.2, pp.42-53.

Comente este Post!
Scroll Up