HomeRevistaFundação Imepen

Fundação Imepen

Instituição é referência em atendimentos para Hipertensão, Diabetes e Doenças Renais Crônicas

Prevenir é melhor do que remediar! Mas quem, de fato, leva o ditado popular em consideração? Quando se trata de saúde, então, a prevenção muitas vezes é deixada de lado e quando os problemas batem à porta, em alguns casos, já é tarde demais.

É pensando justamente em cuidar e evitar graves doenças na vida das pessoas, que a Fundação Instituto Mineiro de Estudos e Pesquisas em Nefrologia (Imepen) conta com uma equipe de profissionais capacitados para oferecer tratamentos e atendimentos de qualidade nas áreas de Hipertensão, Diabetes e Doenças Renais Crônicas, males que atingem milhares de indivíduos e que, quando não tratados de forma adequada, podem provocar consequências irreversíveis.

Com mais de 30 anos de existência e aproximadamente 15 mil usuários cadastrados, o Imepen se tornou referência nacional e internacional ao proporcionar à população de Juiz de Fora e região, um acolhimento altamente diferenciado, onde cada paciente é tratado, em conjunto, por até sete profissionais da saúde, com isso otimizando o deslocamento. Trata-se de um modelo circular de serviço que tem apresentado resultados surpreendentes, ao garantir qualidade de vida aos assistidos.

Segundo o diretor do Imepen, Dr. Marcus Gomes Bastos, o modelo das consultas realizadas na fundação faz toda diferença para pacientes de altíssimo risco. “O indivíduo que tem uma doença crônica recebe um atendimento que envolve médico, técnico e enfermeiro, nutricionista, assistente social, psicólogo e farmacêutico. Sendo todas as consultas realizadas durante uma manhã ou uma tarde inteira. Ele passa por todos os profissionais, que por sua vez, podem conversar entre si, a fim de acolherem da melhor maneira possível”.

Nova modalidade de atendimento mais ágil, acessível e com mais comodidade

Tendo como base 17 anos dedicados à prevenção da Hipertensão, Diabetes e Doenças Renais Crônicas, a Fundação Imepen está prestes a lançar um pacote de atendimento, onde todas as consultas são realizadas em uma única ida do paciente à instituição e a preço popular.

Assim, qualquer pessoa poderá buscar a fundação e passar por todos os profissionais que atuam no centro. Não se trata de plano de saúde ou mensalidade. O paciente pagará o valor apenas quando for consultar. Tendo direito a ser assistido igualmente por médico, enfermeiro, nutricionista, assistente social, psicólogo, farmacêutico e outros especialistas.

O maior ganho para os usuários será o acesso aos profissionais e o acompanhamento personalizado, além de outras facilidades como, por exemplo, redução em deslocamentos para consultas médicas. A previsão é de que esse serviço esteja disponível na fundação já a partir de setembro deste ano.

Bom para os pacientes, melhor para os convênios de saúde

Se por um lado as consultas trarão uma série de benefícios para as pessoas, de outro, os convênios que se vincularem ao Imepen também terão muitos ganhos. Isso porque “prevenir é melhor que remediar” e a prevenção é sempre mais barata que o tratamento.

É fato que planos de saúde trabalham com foco em prevenção e diagnóstico precoce. E é justamente esse o foco da fundação. Além, é claro, de mapear o grau de risco de cada paciente acompanhando o cumprimento dos indicadores clínicos. Conclusão: redução do número de internações, diminuição dos atendimentos de emergência, mais qualidade de vida para os usuários e maior controle dos casos por parte das operadoras de saúde. “Ganham todos”, ratifica Dr. Marcus Gomes Bastos, que também destaca a possibilidade de postergar o início da terapia renal substitutiva. “O paciente que vai mais rápido para diálise é aquele que perde mais a capacidade de filtragem do sangue. Nós temos como mapear esses indivíduos. Conseguimos identificar todas as complicações da doença, corrigi-las e estabilizá-las encaminhando para a diálise, quando necessário. Nossa ideia é ofertar um pacote interdisciplinar com objetivo de prevenção secundária da doença renal crônica, fornecendo aos convênios todos os indicadores clínicos de controle para subsidiar a gestão da assistência”.

Família Imepen

A aposentada Roseli Marques frequenta o Imepen há 16 anos. Em 2004 ela perdeu seu transplante renal e então, passou a realizar acompanhamento na unidade. “A excelência no atendimento é impressionante! É como se estivéssemos numa clínica particular, não só pela qualidade, mas pela atenção dos profissionais. Nós, pacientes que temos doenças crônicas, precisamos deste suporte. No Imepen é como se estivéssemos em casa, criamos vínculos, amizades. É uma clínica muito relevante para toda a região, onde existe interesse pela melhor qualidade de vida dos pacientes, independente de sua condição financeira” relata.

A moradora de Mar de Espanha, Marlene de Fátima da Silva Santos, tem Cálculo Renal Crônico, Diabetes, Hipertensão e Hérnia de disco. Há sete anos, ela faz acompanhamento no Imepen. “Eles têm cuidado, carinho e são extremamente competentes. Se hoje possuo qualidade de vida é porque tenho acesso aos excelentes profissionais da clínica”.

A também aposentada, Maria Emília dos Anjos, frequenta a fundação há cinco anos e aponta algumas das melhorias obtidas com a atenção recebida no local. “Com o acompanhamento no Imepen estou muito mais bem disposta. Lá tenho atenção dos especialistas e, só assim, consegui mudar meus hábitos alimentares e tomar os medicamentos corretamente”.

O caso do senhor Helvécio Nunes de Souza foi um pouco mais grave. Em 2013 ele sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e recorreu ao Imepen a fim de se recuperar do trauma. “Passo por vários médicos e profissionais da saúde e sigo à risca tudo o que eles prescrevem. De lá pra cá, estou me sentindo um rei, com uma saúde de ferro!” conta ele.

Fundação também se destaca em pesquisas e atendimentos especializados

Além dos atendimentos especializados em doenças renais crônicas, o Imepen ainda oferece uma série de procedimentos em áreas relacionadas à hipertensão arterial, diabetes mellitus, obesidade e pé diabético, além de exames especializados, como por exemplo, Eletrocardiograma, Holter, Retinografia, Ecocardiograma, dentre outros.

Na área de Pesquisa Clínica, são realizados atualmente 10 estudos sobre novos medicamentos para grandes indústrias farmacêuticas nacionais e internacionais.

Os agendamentos de consulta podem ser realizados pelo telefone (32) 3216-2515 ou então, presencialmente no Imepen, que fica localizado na Rua José Lourenço Kelmer, número 1300, 2º andar, bairro São Pedro, em Juiz de Fora. A fundação funciona de segunda à quinta-feira, das 7h às 18h e às sextas-feiras de 7h às 17h.

Comente este Post!
Scroll Up