HomeRevistaTrade Hotel

Trade Hotel

Gestão moderna retoma a identidade inicial e impulsiona o turismo de negócios

Colocar Juiz de Fora, definitivamente, no mapa nacional e até internacional do turismo de negócios. Esta é a arrojada concepção do maior hotel da Zona da Mata. De volta à sua origem, ele reassume a identidade que o consagrou no segmento: Trade Hotel. Além de sediar eventos de médio e grande porte, a nova gestão também ambiciona captar outras atividades para a cidade e fomentar a economia local.

“O Trade foi concebido para ser um hotel corporativo, focado no turismo de eventos e funcionar, realmente, como um centro de convenções para atender às empresas. É esta a proposta que vamos levar adiante, com a primazia inicial”, afirma o diretor, José Carlos Branco. “Iniciamos as atividades com uma programação internacional, o Campeonato Mundial de Xadrez, no final de 2014, antes mesmo da inauguração. Ela só aconteceu, oficialmente, em fevereiro de 2015. Isto confirma nosso potencial para sediar grandes eventos”, relembra.

Segundo ele, a consolidação veio com os Jogos Olímpicos de 2016. “Hospedamos sete delegações e montamos uma enorme estrutura de suporte, na UFJF, com direito até a academia de ginástica. O nome Trade ficou em evidência não só em Juiz de Fora, mas em todo o estado. Foi uma excelente projeção. Sua volta é estratégica”, destaca Branco, ao justificar a saída do nome Gran Victory do empreendimento.

Para o segundo semestre já estão confirmados, o Minascon, em setembro, que é um Encontro Unificado da Cadeia Produtiva da Indústria da Construção, e em novembro, o Encontro da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas). Mas, Branco quer muito mais. “Buscamos novas parcerias. Estamos em contato com algumas empresas porque pretendemos trazer outros projetos. Juiz de Fora possui um bom calendário, mas não podemos ficar só com o que já existe. Temos que movimentar a economia local. Podemos crescer mais”, acredita. Ele revela que outra provável aquisição é o Campeonato Mundial de Matemática, mas a expectativa, no momento, é para o Miss Gay, que acontece em agosto.

Estrutura grandiosa para eventos e hospedagem

Com 266 apartamentos em estilo contemporâneo, o hotel conta com aproximadamente 600 confortáveis leitos, que tornam a estadia em Juiz de Fora muito mais prazerosa. O bem equipado centro de convenções é integrado por 14 salas, que possuem capacidade simultânea para 2.000 pessoas. Um salão na cobertura e outro embaixo do heliponto completam o grandioso setor de eventos.

O heliponto, aliás, é um plus que traz mais comodidade para os hóspedes que precisam se deslocar com mais rapidez. E, para quem chega de carro, são disponibilizados cinco andares de estacionamento, com 400 vagas. Sem falar nas maravilhas da culinária servidas no restaurante ou sobre os sensacionais drinks preparados no bar. Ainda tem área de lazer com piscina ao ar livre, sauna e academia. Você só precisa de tempo para desfrutar de tudo isso!

Outro privilégio de quem se hospeda no hotel é sua localização. No bairro Cascatinha, a poucos minutos do centro da cidade, ele fica ao lado do Independência Shopping, o que confere uma experiência ainda mais completa aos turistas, estejam a passeio ou a negócios.

E como a vida não é feita só de business. O Trade também é palco de luxuosas festas de casamento, colações de grau e sofisticados bailes de formatura, assim como de jantares e festas comemorativas. A realização de toda diversidade de eventos em seus salões é garantia de sucesso.

Diárias personalizadas para diferentes perfis de clientes

Por que pagar por uma diária inteira se você vai permanecer por poucas horas no hotel? Para atender a essa demanda, o Trade decidiu flexibilizar a cobrança e adequá-la ao perfil de cada cliente. A moderna gestão, alinhada às exigências do mercado, decidiu rever o conceito de day use.

“Percebemos que não poderíamos mais ficar somente com aquela venda fixa de diárias. É claro que ela não deixa de existir, mas temos que adaptá-la de acordo com o que o cliente prefere. Muitas vezes, ele quer apenas pernoitar, outras, sequer fica para dormir. É uma forma de nos adequarmos à realidade dele”, explica José Carlos Branco.

Para quem precisa de um espaço para reuniões rápidas, o sistema também é o ideal, já que o hotel oferece salas com esta finalidade, por um valor inferior ao da diária. “Saímos do comum. Era necessário deixar a mesmice da diária convencional. O mercado não procura mais só por isso”, ressalta ele.

Inauguração de restaurante brinda a nova fase do Trade

O momento de transformação pelo qual passa o Trade Hotel será marcado pela abertura de mais um restaurante: a Costelaria do Zé. A especialidade, claro, é a costela bovina, preparada da forma tradicional, conhecida como fogo de chão. O nome é uma homenagem ao empresário José Rocha, que terá sua história contada nas paredes através de grafites. As obras já estão adiantadas e a inauguração acontecerá no final de agosto.

 

Comente este Post!
Scroll Up