HomeRevistaTwenty Four Seven

Twenty Four Seven

De coração, para as mulheres que respiram moda

Uma mulher que não para. Sofisticada. Que sabe o que deseja e necessita. Que não tem idade. Ousada. Que pode ser chique e simples ao mesmo tempo. Essa é uma mulher Twenty Four Seven. Isso porque a marca traz, através de seu viés clássico, criações únicas, com tons marcantes, matéria-prima de qualidade e acabamentos finos. Tudo isso com o toque de amor, de quem carrega o coração até no logo.

A gerente da loja, Juliana Fávero, reforça esse objetivo. “Temos a proposta de vestir 24 horas por dia, sete dias da semana. De deixar a mulher pronta para qualquer ocasião. Ela pode sair pra trabalhar de um jeito e, em determinado momento, pode descontruir o seu look. Ela pode ir de salto a um evento e, de repente, mudando para um ambiente mais descontraído, pode colocar um tênis” explica.

Dentro desse extenso cenário, a Twenty Four Seven apresenta nova coleção de primavera, carregada de emoção, arte, bom gosto e que, definitivamente, desabrocha sentimento.

Assinando as peças e compartilhando toda sua paixão pela moda, encontra-se Raphael Sahyoun, que ao lado de Sandra de Souza Silva, Diretora Criativa da marca, busca por meio de pesquisas, as inspirações e referências necessárias para cada uma de suas criações simple n’chic. E imprimindo toda essa intensidade no guarda-roupa das juiz-foranas está a franqueada, Lilian Feyo e sua excepcional administração.

PRIMAVERA ’18: um show à parte

A nova coleção traz uma primavera florescendo atitude, ousadia, com a elegância de quem sabe vestir as mais belas flores. Um passeio pelas araras da loja, já nos mostra o que é tendência na estação. As formas estão mais largas e as sobreposições dialogam entre si.

As calças pantacourt, queridinhas de muitas, marcam presença. Com variados modelos, cores e estampas, elas firmam-se como uma opção para quem busca estilo, conforto e facilidade para combinar looks na hora de se vestir.

Outra tendência que chegou ao mundo da moda e que não tem data para sair são as peças destroyed. Uma marca registrada de atitude. O visual desgastado, com partes ligeiramente puídas, deixando silhuetas da pele à mostra, dão o toque sexy e descolado para qualquer visual. E, diga-se de passagem, nada mais democrático do que uma calça, jaqueta ou demais itens jeans.

A coleção primavera busca justamente mesclar as destroyed com cortes em linho, a – sempre presente – seda e também o couro, permitindo assim um contraste equilibrado.

O brilho também se faz presente nas peças da Twenty Four Seven, mais especificamente, através dos chamados lurex, fios dourados ou prateados, que perpassam as roupas, costurando ainda mais beleza e estilo.

Completando o closet da temporada, encontramos os bodys, vestidos, saias midi, maxi bermudas, camisas, calças e t-shirts. Opções variadas para todas as mulheres, de todas as idades, tamanhos e gostos.

Para as que curtem as novidades de cada coleção, mas não deixam de apreciar as peças atemporais, sempre haverá a presença da alfaiataria, do jeans skinny e do jeans flare.

As inspirações

A inspiração para a coleção dessa estação nasce do encontro entre fotografia, pintura e moda. A padronagem urbana extraída dos clicks, as formas e cores das pinturas dos artistas plásticos forneceram elementos primorosos para cada criação. É definitivamente um beijo entre arte e moda.

As pinceladas de tinta, as misturas únicas de tons e o equilíbrio entre elas transformam cada peça em verdadeiras obras de arte. As listras e traços também se fazem presentes e são marcas importantes na composição dos looks.

A paleta de cores traz harmonia. Merece destaque o amarelo, rebatizado de “Yellow Crush”, e não é por menos, ele se tornou a cor em evidência da temporada, acrescentando um brilho único. Outra cor que também não deve faltar é o branco. Definitivamente universal, ele está presente em cintos e sapatos.

E por falar em acessórios, na Twenty Four Seven é possível sair com o look completo, literalmente da cabeça aos pés. Scarpins e sandálias de saltos mais grossos e baixos são a aposta dessa coleção. Os colares, brincos, gargantilhas e cintos trabalhados em materiais metalizados, acrílicos coloridos e pedrarias, brindam o conjunto da obra, com ainda mais glamour.

Um diferencial que pesa na escolha

Um dos principais diferenciais da loja é a presença de uma modista. Durante qualquer atendimento, ela poderá acompanhar a cliente juiz-forana em suas compras, transmitindo segurança em relação ao uso de cada roupa.  Além disso, ela também realiza consertos e ajustes de tamanhos com perfeição.

A Twenty Four Seven também começa a implementar os eventos de customização, onde, com o apoio da modista, peças ainda mais exclusivas e com impressões mais pessoais poderão ser criadas. As customizações ocorrem dentro da loja, em um clima descontraído.

Conforto é a palavra de ordem

A loja por si só já é um evento. Uma extensão do closet. Ela conta com uma equipe preparada para receber cada cliente com a simpatia e cuidado de quem ama o que faz. Há um ano, a Twenty Four Seven Juiz de Fora se orgulha em ser a primeira franquia da marca, que se firmou em 2018, como o case de maior sucesso no mercado.

A loja fica localizada na Rua Moraes e Castro, 583, no bairro Alto dos Passos, e ainda conta com estacionamento exclusivo. Ela funciona de segunda à sexta-feira, das 10h às 20h e aos sábados, das 10h às 15h.

MULHERES TWENTY FOUR SEVEN

A design de moda, Kelly Menezes é uma cliente assídua e destaca como um dos principais atrativos da loja a possibilidade de mesclagem. “É uma marca que abrange o clássico, mas sempre com a pegada fashion, o que te permite misturar as peças. Além disso, as coleções abrangem todas as faixas etárias. Sem falar que gosto muito do trabalho do Raphael Sahyoun. Ele é muito criativo. E sem dúvida alguma essa é uma marca que veio para ficar”.

A professora, historiadora e psicanalista, Elaine Laier, destacou o conforto e a versatilidade, como uns dos principais pontos da marca. “Eles trabalham muito com propostas que atendem a mulher em qualquer situação de trabalho, de happy hour ou com a família. A visão da marca sobre o feminino é bastante atual. Gosto de peças essenciais como as de alfaiataria, o jeans, a malha, e a mistura delas com os acessórios. Além disso, a loja tem uma direção excepcional com a Lilian. Ela conhece o DNA da mulher juiz-forana e coloca esse conhecimento no momento de organizar as coleções. Tudo isso torna o ato de adquirir as peças em algo ainda mais aprazível” finaliza.

Comente este Post!
Scroll Up